segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Não somos ninguém

Somos todos macacos. Somos todos Charlie. Somos todos gregos. Somos todos as meninas. Somos todos feministas. Somos todos um clube de futebol. Somos todos gays. Somos todos gordos.

Anda tudo a ser toda a gente, e anda tudo a esquecer-se de ser o próprio. No dia em que sejamos todos nós, não será preciso sermos todos outra coisa qualquer.

9 comentários:

  1. É verdade sim senhor. Somos todos pessoas e disso esquecem-se todos os dias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se cada pessoa se preocupasse devidamente em ser uma pessoa a sério, por si própria, não era preciso meio mundo ser outra coisa qualquer.

      Eliminar
  2. Eu cá preocupo-me em respeitar o próximo, excepto quando o próximo é estúpido que é a maioria das vezes :D

    ResponderEliminar
  3. Somos tanta coisa pelos outros e no final acabamos por nunca sabermos quem somos na realidade!

    ResponderEliminar
  4. Somos tanta coisa pelos outros e no final acabamos por nunca sabermos quem somos na realidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos tanta coisa pelos outros, que ficamos vazios...

      Eliminar
  5. somos todos o caralho! somos o que queremos!

    grandes filosofias as minhas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já diria uma grande filósofa portuguesa: Eu sei lá se somos os chineses ou o caralho!

      Eliminar

Aceitam-se pires de amendoins.