terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Pequeno diário - Lisboa edition 20

Sei que não tenho complexos de superioridade quando, a caminhar na rua, desvio o meu percurso para não interferir com o de uma pomba no chão.

Ou então, pode ler-se a frase acima como "Não é medo, é receio." Já estive para levar com uma pomba nas trombas uma dúzia de vezes. Os bichos são doidos!

12 comentários:

  1. ena.... temos mais qualquer coisa em comum!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O respeito pelos animais? Ou o medo de levar com um pássaro no focinho?

      Eliminar
  2. Respostas
    1. O pombo é quem mais orde-e-naaa,
      Dentro de ti ó cida-a-deee!

      Eliminar
  3. Os pombos são uns fixes mas é sensato mudar de lado da rua ou desviar dos bichos que com aqueles olhos de salta-me a tampa e bico-te até à morte...não me fio...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também os vejo dessa forma. Inicialmente achava que era paranóia minha, até que começo a ter que me desviar porque os filhos da mãe vêm a voar em direcção à minha cabeça!

      Eliminar
  4. Foi um atitude muito sensata. No chão não são de confiar e quando estão no ar...muito menos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tenho a agradecer o apoio. É sempre complicado ultrapassar estas situações traumáticas.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Obrigado. A pomba é que foi uma mal-educada. Nem agradeceu a simpatia...

      Eliminar

Aceitam-se pires de amendoins.