quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Puto prevenido vale por dois

Não é desconhecido do público em geral que sempre fui e minimamente preocupado com possíveis situações negativas e preparado com a fuga ou resolução das mesmas. É do conhecimento público que tinha (e tenho) um plano de fuga de minha casa que implica passar pela gaveta das facas.
Ora, hoje lembrei-me de mais uma pérola da minha infância prevenida: quando era miúdo, em tempo de férias (logo, demais horas na cama), comia sempre alguma coisa antes de dormir (nem que fosse um rebuçado) para evitar coisas como... morrer à fome durante o sono.

Beat that, Bear Grylls!

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Queria lá saber da glicose. Morrer é que é chato!

      Eliminar
  2. E um copinho de água? É que podia dar-se o caso de morreres à sede...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a exigir muito da minha mente de criança...
      Além disso, eu tenho a bexiga pequena. Copo de água antes de ir dormir era pedir para acordar a meio da noite... e antes morrer à sede do que interromper o meu sono de beleza, já de si fraco.

      Eliminar
  3. Tive de ler duas vezes o teu post para ter a certeza que era isso mesmo que querias dizer
    Grande Rui Pi que estimava tanto a vida ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahaha. Viver é uma cena fixe!
      (E já agora, a tua dupla leitura devia contar como mais uma visita :P )

      Eliminar
  4. Granda psycooooo ahhahahahha. Mas pronto, já em menino tinhas um plano B, nem todos têm. O meu plano era todos os dias comer um ovo kinder :-D

    ResponderEliminar

Aceitam-se pires de amendoins.