segunda-feira, 29 de abril de 2013

Velhos amigos

As amizades podem dividir-se em dois tipos:
- aquelas que ao fim de muitos anos continuam iguais porque pararam no tempo;
- aquelas que ao fim de muito tempo continuam como se todo o grupo tivesse estado junto no dia anterior.

No fundo, ambas são importantes na nossa vida.

13 comentários:

  1. Não diria melhor. Pessoalmente gosto muito das segundas. Aquelas em que a natural distância não se nota.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é mais o facto das segundas evoluirem com o passar do tempo, mesmo com a distância. São ambas...interessantes.

      Eliminar
    2. Nisso tens razão.

      homem sem blogue
      homemsemblogue.blogspot.pt

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Claro que sim, cada pessoa é uma pessoa, mas generalizando e para bem do tema, que se divida em duas.

      Eliminar
  3. Eu gosto das primeiras porque (in)conscientemente nos fazem dar muito mais valor às segundas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Belo pensamento. Nunca me tinha apercebido disso!

      Eliminar
  4. As segundas fazem-nos dar mais valor a muita coisa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E as primeiras também. Ao passado, por exemplo...

      Eliminar
  5. na minha vida os meus amigos dividem-se em dois tipos:
    - os que são esquisofrénicos e que têm alucionações;
    - os que têm outros problemas mentais.

    ás vezes gosto de dizer que me sento ao pé de hospitais psiquiátricos e fico amiga dos doentes que fogem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso tem os seus lados positivos. Animação não falta, monotonia não existe, e podia ser pior! Podiam dividir-se em "os que cheiram mal" e "os que cheiram muito mal".

      Eliminar
    2. yup, e pelo que me dizem, os amiguinhos imaginários deles gostam muito de mim.

      Eliminar
    3. Vais com sorte! Há pessoas cujos amigos imaginários nem deles gostam.

      Eliminar

Aceitam-se pires de amendoins.